6.10.  Secreção Anal

1.  Inserir um swab cerca de 1 cm do canal anal e fazer movimentos de lado a lado para coletar material das criptas anais.

2.  Colocar a amostra em meio de transporte e enviar o swab imediatamente ao Laboratório.

 

CONSIDERAÇÕES PARA COLETA DE SECREÇÕES DO TRATO ANO-GENITAL

CULTURA

AMOSTRA RECOMENDADA

Bactéria

Fluido prostático, cervical, vaginal

Fungo

Anal, vaginal ou cervical

Anaeróbio

Aspirado do epidídimo, fluído amniótico, fluído de abscesso.

Trichomonas vaginalis

Vaginal, fluído prostático

Neisseria gonorrhoeae

Cervical, uretral, anal

Chlamydia trachomatis

Raspado uretral ou cervical

Treponema pallidum

Lesão genital.

OBS: lesões secundárias de sífilis são mais comumente encontradas em membranas mucosas e pele (incluindo palmas das mãos e sola dos pés), mas qualquer parte do corpo pode estar envolvida.

Haemophylus ducrey

Úlcera da área perianal e genitália e nódulo inguinal.

* Modificado de Isenberg, H.D. Clinical Microbiology Procedures Handbook. American Society for Microbiology, Washington, D.C., 1997.