Teste de tolerância à lactose (TTL)

Preparo:

Jejum de 8 horas (adultos) e de 4 horas (crianças).

Amostra:

Plasma fluoretado com coleta basal 0’ e após sobrecarga de lactose (crianças 2g/Kg, adultos 50g) nos tempos 30’, 60’, 90’, 120’ ou conforme solicitação médica.

Coleta:

Acondicionamento:

Após triagem e separação: refrigerado (2ºC a 8ºC)

Transporte: refrigerado (2ºC a 8ºC)

Arquivo biológico:

Congelado (-20ºC)

Método:

Enzimático – hexoquinase II

Referência:

Basal:

            Normal: 60 até 100 mg/dL

            Intolerância a glicose: 101 a 125 mg/dL

            Diabetes: ≥ 126 mg/dL

120 minutos:

            Intolerância a glicose: 140 a 200 mg/dL

            Diabetes: > 200 mg/dL

(Referência: American Diabets Association – ADA)

Interpretação:

Avaliar absorção de lactose e tolerância à lactose. A deficiência de lactase resulta em má absorção da lactose (alergia ao leite), esta passa a ser fermentada pela flora intestinal, produzindo gás e ácidos orgânicos, ocasionando diarréia osmótica com grande perda hídrica (desidratação). 

Intolerância à lactose: presença de sintomas: diarréia, dor/cólica, meteorismo/distensão abdominal.

Intolerância grave: diarréia aquosa ou pontuação > 4.

Curva normal: ≥ a 30 mg/dL em qualquer tempo da curva, indica absorção normal.

Curva anormal: aumento < 20 mg/dL em relação a glicemia basal.