Saturação da Transferrina, soro

Preparo:

Jejum de 4 horas

Amostra:

Soro

Coleta:

Punção venosa (sistema vácuo) em tubo seco (tampa vermelha) ou seco com gel separador (tampa amarela).

Acondicionamento:

Transporte: caixa térmica com gelox (13ºC a 24,5ºC)

Após triagem e separação: refrigerado (2ºC a 8ºC)

Arquivo biológico:

Congelado (-20ºC)

Método:

Cálculo (Ferro / Transferrina x 100)

Referência:

20%  a  50%

Interpretação:

A transferrina é uma proteína de transporte e carreia o ferro no plasma e no líquido extracelular para suprir as necessidades teciduais. A dosagem de transferrina é importante na avaliação das anemias. Na anemia ferropriva, o nível de transferrina está elevado, mas seu percentual de saturação é baixo. Na anemia das doenças crônicas, a transferrina apresenta-se normal, e o percentual de saturação encontra-se aumentado.